Áreas de Atuação

 

 

 

 

 

 

A alimentação que combate a insônia

24/08/2009 09h46

 

Noites de insônia causam irritabilidade, cansaço e ansiedade

 

A alimentação e uma vida saudável podem ajudar a solucionar este problema. Aprenda a tomar alguns cuidados alimentares e de estilo de vida que podem deixar sua noite mais tranqüila.

A insônia pode ser considerada uma dificuldade de dormir, um sono interrompido ou intranqüilo. De maneira simples, pode ser definida como a dificuldade de pegar no sono ou de mantê-lo durante o tempo ideal. Este mal não escolhe idade, sexo ou época e pode acontecer com qualquer um.

Devemos lembrar que existem padrões individuais, por isso não podemos generalizar quantas horas de sono uma pessoa deve ter por dia, pois algumas pessoas sentem-se muito bem com quatro ou cinco horas de sono, já outras precisam de pelo menos sete horas para se sentirem descansadas.

Como saber se o sono é suficiente
Falta de apetite, irritabilidade, resistência baixa, fadiga excessiva, ansiedade podem ser indicadores de que o seu sono não está sendo suficiente, ou que não tem apresentado a qualidade que deveria ter. Sabe-se que o sono é fundamental para uma boa saúde, pois o repouso adequado ajuda a manter o corpo e a mente mais ativos.

 Sono e alimentação
Bebidas estimulantes, como chocolate, café, chá preto ou mate, guaraná, refrigerantes à base de coca, devem ser evitados próximo ao horário de dormir, sendo ideal não ingerir estes alimentos e bebidas pelo menos quatro horas antes do sono. Estes alimentos são fonte de substâncias como a xantina e cafeína, que estimulam o sistema nervoso central.

Outro cuidado importante é diminuir a ingestão de alimentos gordurosos e/ou não ingerir grande quantidade de alimentos, pois assim você facilitará a digestão, favorecerá o sono e evitará que as calorias desses alimentos sejam armazenadas na forma de gordura, uma vez que à noite o metabolismo é mais lento. Uma boa dica é fazer refeições leves e em pequenas quantidades.

Um copo de leite quente pode ser de grande ajuda, uma vez que este alimento é rico em triptofano, que é precursor da serotonina, substância envolvida no processo do sono.

 

Outros fatores que causam insônia

O fumo também pode atrapalhar o sono, pois a nicotina acaba atuando como estimulante do sistema nervoso.

Bebidas alcoólicas, ao contrário do que se acredita, podem atrapalhar o sono, pois apesar de ajudarem a relaxar e adormecer, o sono que segue não é normal.

Exercícios físicos podem ajudar, desde que não sejam feitos seis horas antes do sono, pois, neste caso, acabam prejudicando. O ideal é praticá-los o mais cedo possível. Hoje sabe-se que pessoas fisicamente mais ativas têm melhor sono por vários motivos, entre os quais está o fato de que a atividade física ajuda no sistema respiratório, além de aumentar a profundidade do sono. Mas lembre-se: para que a atividade física traga este efeito, você deve realizá-la rotineira e continuamente.

 

IBRADEC -  24/08/2009 
Fonte: Terra – Alimentação